Dr. Waldir Inácio Jr.

na mídia

Miomas Uterinos

Miomas são os tumores mais frequentes nas mulheres.

Sua origem não é precisa mas acredita-se que ocorre uma desordem no crescimento das células musculares do útero.

Ocorre em 20-30% das mulheres em idade fértil e em mais de 40% nas mulheres acima dos 40 anos.

Gera sintomas em 50% dos casos.

É de 3 a 9 vezes mais comum na raça negra e mais comum em mulheres com antecedentes familiares.

Sua localização geralmente ocorre no corpo uterino e pode encontrar-se na sua porção externa (subseroso), pelo meio do útero (intramural) e na sua porção interna (submucoso).

Os sintomas quando ocorrem incluem sangramento uterino anormal, pressão pélvica, disfunção intestinal, aumento da frequência e urgência urinária, retenção urinária, dor lombar, constipação e dor nas relações sexuais.

A ultrassonografia é o método de imagem de escolha para a avaliação inicial. A Ressonância Nuclear Magnética pode trazer informações precisas e adicionais.

Para pacientes assintomáticas a conduta pode ser expectante pois a maioria regride após a menopausa.

Seu manejo depende do tamanho, da localização, da idade, dos sintomas, desejo de manutenção da fertilidade, acesso ao tratamento e experiência do cirurgião.

A miomectomia é o tratamento de escolha em pacientes sintomáticas e em algumas pacientes com infertilidade.

Os miomas submucosos sintomáticos são tratados com a retirada pela técnica de Histeroscopia cirúrgica.

Os miomas subserosos e intramurais sintomáticos devem ser tratados com a sua retirada cirúrgica (miomectomia) pela via convencional ou laparoscópica, a depender da experiência do cirurgião.
A miomectomia laparoscópica oferece resultados comparáveis a laparotomia e minimiza a formação de aderências, a perda sanguínea, a permanência hospitalar e o tempo de retorno ao trabalho e demais atividades. Para pacientes inférteis, a laparoscopia deve ser a primeira linha de tratamento.

Referências:

  • Manual de Orientação da FEBRASGO, 2004.
  • Barri-Soldevila PN, Vázquez A. Papel actual de la cirugía conservadora [Current role of conservative surgery]. Med Clin (Barc). 2013 Jul;141 Suppl 1:7-12. Spanish. doi: 10.1016/S0025-7753(13)70046-0. PMID: 24314561.
  • Donnez J, Dolmans MM. Uterine fibroid management: from the present to the future. Hum Reprod Update. 2016 Nov;22(6):665-686. doi: 10.1093/humupd/dmw023. Epub 2016 Jul 27. PMID: 27466209; PMCID: PMC5853598.
  • Rakotomahenina H, Rajaonarison J, Wong L, Brun JL. Myomectomy: technique and current indications. Minerva Ginecol. 2017 Aug;69(4):357-369. doi: 10.23736/S0026-4784.17.04073-4. Epub 2017 Apr 26. PMID: 28447445.
  • De La Cruz MS, Buchanan EM. Uterine Fibroids: Diagnosis and Treatment. Am Fam Physician. 2017 Jan 15;95(2):100-107. PMID: 28084714.
  • Agdi M, Tulandi T. Minimally invasive approach for myomectomy. Semin Reprod Med. 2010 May;28(3):228-34. doi: 10.1055/s-0030-1251479. Epub 2010 Apr 22. PMID: 20414845.
  • Obs.: As fotos das capas dos artigos e do manual podem ser retiradas nos sites.
WeCreativez WhatsApp Support
Minha equipe está preparada para responder todas as suas dúvidas
👋 Olá, como posso te ajudar?

Endereço

R. Gen. Mena Barreto, 748 - Jd. Paulista
São Paulo - SP, CEP 04506-000

Contato

Telefone: (11) 5053-7800
WhatsApp: (11) 94567-3927

Endereço

R. Gen. Mena Barreto, 748 - Jd. Paulista
São Paulo - SP, CEP 04506-000

Contato

Telefone: (11) 5053-7800
WhatsApp: (11) 94567-3927